sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Retrospectiva 2011 - Cervejas que merecem ser apreciadas

     Como é chegado o final de 2011, resolvi seguir o exemplo de outros blogs e fazer uma retrospectiva sobre o que de mais interessante foi postado neste espaço, e assim sendo, selecionei  5 posts de cervejas que valem a pena ser degustadas, cada uma com uma característica especial:

Ensenbahn Lust - cerveja produzida no mesmo processo de Champagnes.

Clique no nome da cerveja para ver o post:


Polar - Cerveja Brasileira produzida no Rio Grande do Sul, com grande tradição em seu estado. Possui sabor marcante, espuma média e médio amargor, com uma boa relação custo-benefício, mas com distribuição restrita.

Hacker-Pschorr - Confesso que não gostei muito dessa cerveja, mas a tampa-rolha é uma atração a parte, e é produzida com lei de pureza de 1417, tradicionalíssima cerveja Alemã.

Eisenbahn Weizenbier - Deliciosa cerveja de trigo que não é exagerada, tem seu aroma e sabor na medida certa, ótimo custo-benefício.

Patagônia Amber Lager  - Cerveja Argentina, com coloração ambar, espuma cremosa e presistente, com gosto forte do malte, porém com baixo amargor.

Baden Baden Weiss - Cerveja artesanal brasileira, a base de trigo, com sabor um pouco enjoativo, mas com bela coloração e toques frutados de banana, experiência interessante.




FELIZ 2012 !!!

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Cerveja Baden Baden Weiss - Brasil

     Boa tarde, caros amigos ! Trago hoje a este humilde espaço, um produto da cervejaria Baden Baden,  uma das principais microcervejarias Brasileiras, reconhecida internacionalmente. 
     Primeiramente, um pouco de história: "A Microcervejaria Baden Baden é um dos pontos turísticos de Campos do Jordão, onde com uma equipe especializada de apenas 23 pessoas fabrica manualmente as 11 variedades de cerveja da marca. A fábrica foi criada em 1999, da vontade de se tomar uma cerveja gourmet, diferenciada e especial, que só era encontrada na seção de importados nos supermercados.
     Depois de meses de testes surgiu o primeiro chopp, fazendo da marca a primeira cerveja gourmet do Brasil. Em 2007, foi adquirida pelo Grupo Schincariol, porém a fábrica em Campos do Jordão foi mantida, bem como o processo artesanal de fabricação do produto.




     A Baden Baden Weiss é uma cerveja com formulação genuinamente alemã e caracterizada pela singular leveza, espuma cremosa, corpo intenso e coloração turva por não ser filtrada, apresentando residuais de fermento sedimentados na garrafa. Por sua consistência leve e suave amargor, acompanha bem pratos leves, saladas e salsichas alemãs.
     Eu provei esta cerveja na noite de Natal, e posso afimar que trata-se de uma bebida muito saborosa, com coloração bem turva, e com sedimentos em suspensão, pelo motivo da não filtragem. Em relação ao sabor, com bastante percepção é possível sentir toques frutados, como banana por exemplo. É fato, que existe um certo gosto azedo, que pode tornar-se enjoativo se beber mais que uma garrafa. 
     A garrafa de 600ml, custou cerca de R$ 10,00 e foi adquirida no Supermercado Irani, em Cascavel-PR. O preço parece um pouco salgado, porém o custo-benefício é interessante, sabendo que esta cerveja é única, feita a mão e de forma artesanal, tornando a experiência muito interessante. 


Baden Baden Weiss



Por hoje é isso ! 
Se for dirigir não beba, e se for beber..........me chama !!!!!




Cerveja Patagônia Amber Lager - Argentina

     Boa tarde caros amigos. Na noite de Natal, tive novamente o prazer de provar a Cerveja Patagônia Amber Lager, que meu irmão Leonardo trouxe da Argentina
     Tentei buscar alguma informação sobre o ano do início da produção, bem como cidade de origem e um pouco sobre a sua história, mas somente o que consegui é que atualmente é produzida pela Cervejaria Quilmes, propriedade da Anheuser-Busch (Brahma).


 Abaixo listei algumas das características que definem bem esta cerveja:
* Possui um malte que é produzido com aroma e sabor caramelados, cor âmbar natural, bom corpo e antioxidante natural
* A sua coroa de espuma libera lentamente os sabores delicados do malte. Ao baixar o nível do líquido no copo, apreciam-se delicadas notas aromáticas.
* Cerveja encorpada, porém muito delicada com um suave amargor, que dá origem a um delicioso sabor de caramelo torrado.
* Temperatura ideal de consumo fica entre 6 e 8 graus, possuindo graduação alcoólica de 4,5% .
* Harmoniza muito bem com:
    Fondue de queijo meia-cura temperado com pimenta branca, risotos, truta defumada com tomilho e limão e cortes de carne vermelha.


     Em minha modesta opinião, esta é uma cerveja especial. Tem um sabor diferenciado, que consegue impor sua força, com gosto presente do malte, mas sem perder sua suavidade e com um amargor presente, porém levíssimo, deixando-a muito agradável. Esta cerveja mostra que é possível fazer uma bebida leve, com sabor marcante. Com certeza, essa cerveja Argentina está entre as melhores que provei, e com um preço menor que muitas premium nacionais.

Bela coloração e espuma espessa da Patagônia

Por hoje é isso, e até mais !

sábado, 24 de dezembro de 2011

Cerveja Abbaye des Rocs Brune - Bélgica

    Bom dia amigos, pretendo com esse post iniciar uma série com algumas das mais famosas cervejas do mundo, algumas destas que podem ser conhecidas e outras nem tanto no Brasil, visto que a cada dia temos mais cervejas diferentes no supermercado.
     Para iniciar, vamos falar da cerveja Abbaye des Rocs ( essa eu ainda não vi em nenhum supermercado), mas já é importada para o Brasil através da importadora Solex.
      Um pouco de história: Jean-Pierre Eloir, um ex-fiscal de impostos, começou a fabricar esta cerveja em 1979. Desde então, a sua empresa cresceu e suas cervejas conquistaram boa reputação, em especial no exterior, de modo que algumas delas estão sendo desenvolvidas visando exclusivamente a exportação. Suas principais cervejas são bem picantes e encorpadas, seguindo fielmente o estilo valão; em muitos casos, as cervejas em barril não são filtradas. 
      Esta é uma cerveja puro malte, sem adição de açúcares. A diversidade dos sabores está vinculada a dupla fermentação, aos sete tipos de malte e a mistura dos três tipos de lúpulo (belga, alemão e tcheco). Possui uma cor avermelhada, e um sabor muito sutil. E além disso um cheiro doce e forte.
     Trata-se de uma cerveja Belgian Dark Strong Ale, com teor alcoólico de 9%, que tem como  temperatura ideal para consumo entre 13 e 15ºC e preferencialmente deve ser bebida no Cálice Trapista ou mesmo na Taça ( vide post Tipos de Copos de Cerveja).

A imagem acima foi retirada da internet, visto que ainda não encontrei a Abbaye para degustar, mas estou na procura, e assim que conseguir, compartilharei as impressões desta bela cerva.!

Por hoje é isso, até mais e beba com moderação !

Texto em parte extraído do livro: Grandes Cervejas - Hampson, T. - Ediouro, 2011 



quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Cerveja Kaiser - Brasil


     Antes de iniciar o  post, inicialmente gostaria de agradecer a cervejaria Heineken, que tem um departamento de Marketing excelente, que sempre me atendeu com muito respeito e atenção, mesmo sendo este, um pequeno e humilde blog, fui tratado muito bem, recebendo em minha casa, conforme prometido, 12 unidades da nova Kaiser para degustação. Aprovada com louvor, a nova Kaiser não perde em nada as grandes cervejas nacionais e cumpre com o prometido, de ter um certo amargor, com bom aroma e uma espuma cremosa, com boa carbonatação que a deixaram com um conjunto muito agradável.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Cervejas Bizarras - Great American Beer Festival 2011


     No fim do mês de setembro, ocorreu em Boulder, Colorado (EUA) o concurso de cervejas Great American Beer Festival. Realizado pela Brewers Association, entidade que represente a maioria das cervejas artesanais americanas, em 2011 o evento bateu recordes.
     Foram 3930 cervejarias artesanais, todas dos EUA, competindo por 248 medalhas em 134 estilos e subestilos de cerveja, cerca de 11% a mais que no ano passado. Para auxiliar na seleção das cervejas, nada menos que 167 juízes ( me chama !!!!) , de nove nacionalidades.
     No festival de premiação,  estiveram persentes 466 cervejarias, servindo 2375 cervejas diferentes para os milhares de visitantes. Para atender a essa demanda, cerca de 3300 voluntários auxiliaram nesta missão. No quadro abaixo, selecionei algumas das cervejas mais bizarras e esquisitas do festival, dá uma olhada: 



     E eu ainda achava que algumas cervejas Brasileiras eram esquisitas....sem comparação, essas são top.!!!!

Fonte: revista alfa

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Cerveja Paulaner Salvator - Alemanha


     Bom dia, caros amigos.  Hoje temos uma legítima representante Alemã com uma história bem interessante;  a cerveja Paulaner Salvator.  Bem, primeiramente vamos a descrição comercial:
     A cerveja Paulaner é  fabricada na cervejaria Paulaner, localizada em Munich e deve as suas origens aos monges que desde o ano 1634 começaram a produção de uma cerveja que era de uso próprio do monastério, porém, o que sobrava era distribuído para a população carente daquela cidade.
     Desde então muitos avanços aconteceram até se toranar uma das maiores e mais conhecidas cervejarias da Alemanha, a cerveja Alemã Paulaner.
     Um clássico da Paulaner e que ostenta reputação mundial. Uma cerveja muito nutritiva, consumida pelos monges da Paulaner como o "pão líquido" durante o jejum da Quaresma. De baixa fermentação, uma cerveja forte, de cor vermelha escura e com pronunciado aroma de malte.

As principais impressões que percebemos ao beber esta Doppelbock foram: aroma forte, com algo lembrando caramelo tostado, que fica presente também no sabor, sendo este bastante encorpado, com gosto presente do malte e apesar de amarga, sente-se um leve adocicado. Espuma média e cor avermelhada bem escura completam a descrição desta bela cerveja. Acredito que não seja uma cerveja para se beber muito, mas sim para se apreciar, como um bom vinho !

Detalhe da coloração escura

Por hoje é isso, até breve !


Beba com moderação !!!!


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Cerveja Way Beer - Brasil


Cervejaria começa a envasar e, além do Paraná, São Paulo é o primeiro mercado a receber os produtos. Cream Porter, Premium Lager, Irish Red Ale e a American Pale Ale já estão disponíveis nos melhores estabelecimentos do ramo cervejeiro
  
     A Cervejaria Way Beer, de Pinhais, na Região Metropolina de Curitiba, continua inovando e ampliando seu trabalho. Após lançar a Way Beer 8S - uma cerveja estilo Double American Pale Ale produzida de forma colaborativa por especialistas de quatro países e lançada no Festival Brasileiro da Cerveja em novembro, está dando início a distribuição de seus produtos em garrafa e fora do Paraná. 
     Além do estado natal, São Paulo é o primeiro mercado que está recebendo as cervejas da Way Beer, que começou a envasar há pouco mais de um mês. Nessa primeira etapa, quatro cervejas de estilos diferentes estão sendo engarrafadas e distribuídas: Cream Porter, Premium Lager, Irish Red Ale e a American Pale Ale - eleita a melhor Pale Ale do país no 1º Prêmio Maxim de Cerveja. 
Em breve, outros produtos da cervejaria também chegarão ao mercado em garrafa, assim como mais cidades devem receber as cervejas nesse formato. É possível encontrar as cervejas da Way Beer nos melhores bares, lojas e empórios que lidam com cervejas especiais de Curitiba e São Paulo e em breve no Hooligans em Cascavel-PR.
Way Beer - 310ml


Por hoje é isso, e até mais !!!!
     
 

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Cerveja Brahma Chopp - Brasil

     Sejam bem-vindos caros amigos. Hoje falarei um pouco sobre a cerveja Brahma. Depois de vários posts sobre cervejas artesanais e algumas desconhecidas,  escreverei um pouco sobre uma das três principais cervejas Brasileiras em vendas. Segundo a wikipédia:
"Brahma é uma marca de cerveja brasileira criada em 1888, no Rio de Janeiro, pela Manufactura de Cerveja Brahma Villiger & Companhia, que depois mudaria de nome para Companhia Cervejaria Brahma, e depois seria sucedida pela AmBev. A cerveja Brahma é a segunda marca de cerveja mais consumida no Brasil, e a sexta cerveja mais consumida em todo o mundo, pois encontra-se disponível em mais de um milhão de pontos de venda em todo o mundo."
     As principais cervejarias nacionais, foram moldando o gosto do consumidor Brasileiro, que se acostumou com um tipo de cerveja, tendo como características principais: leveza, baixo amargor e refrescância, em resumo uma cerveja sem o gosto real da cerveja,  e com alta carbonatação, ou seja: ela tem bastante gás.
     No domingo, bebi uma Brahma bem gelada, e confesso que em um dia de calor forte, ela cumpre o que propõe, satisfação e refrescância garantida. É comum beber uma lata, e soltar um: AAAHHHHHHH ! Bastante gás, coloração clara, baixo amargor e muita leveza. Com essas caracterísitcas fica fácil beber várias.



     Em minha modesta opinião, é uma ótima bebida para um dia quente, uma conversa no boteco, mas que perde em muito em relação a outras cervejas ditas "artesanais", produzidas por fábricas menores isto é fato. Nestas podemos sentir realmente o gosto de cada ingrediente da cerveja, e realmente saboreá-la, apreciá-la como se deve, em sua qualidade e não em quantidade como fazemos com as famosas pilsens nacionais.  


Gosto da Brahma, mas as grandes cervejarias deixam muito a desejar no quesito sabor.
Por hoje é isso, e até mais !

     
     

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Cerveja Eisenbahn Weizenbier - Brasil

     Boa noite amigos. Acabei de provar a cerveja Eisenbahn Weizenbier, e através deste post, pretendo comentar sobre minhas impressões desta cerva.
     Primeiramente vamos a descrição comercial apresentada pela fábrica: A Eisenbahn Weizenbier é uma cerveja de trigo leve e refrescante. Com textura e corpo mais densos, é admirada pela mistura perfeita dos cereais. E como não é filtrada, conserva em cada copo o fermento utilizado no processo de fabricação, ganhando cor e um sabor sem igual.
As Cervejas de Trigo são de alta fermentação e são muito consumidas no sul da Alemanha, onde são produzidas algumas das mais conhecidas marcas do mundo. Para desenvolver a Eisenbahn Weizenbier, nosso Mestre Cervejeiro foi desvendar em Munique os mais antigos segredos do engarrafamento deste tipo de cerveja. O resultado é uma cerveja deliciosamente sem igual.
     Ao comprar a garrafa no mercado, observei que o líquido era cristalino, mas tornou-se turvo após uma balançadinha na garrafa. É o processo de fermentação desta cerveja de trigo, que a torna especial, pois sem a filtragem o fermento permanece da produção ao seu copo. Por isso não esqueça de colocar todo o conteúdo da garrafa em um copo de uma vez só, para que o processo de mistura seja eficiente. 
     Após certo tempo na geladeira, retirei-a e como manda o figurino, despejei o líquido em um copo inclinado a 45º de forma que todo o conteúdo da garrafa coubesse no copo. Após uma leve girada no copo, a cerveja tomou uma coloração turva e com elementos em suspensão: seja bem-vinda Weizenbier ! Quanto ao sabor: realmente uma agradável experiência: refrescância, sabor bem definido, suavidade e leve acidez, que formam uma combinação muito agradável. Gostei muito desta cerveja, e confesso que tranquilamente beberia mais, pois trata-se de uma Weiss não enjoativa, e muito saborosa. E com um preço competitivo com as demais concorrentes ! Visite: Eisenbahn .


Ficha Técnica:

Bebida: Cerveja
Nome: Eisenbahn Weizenbier
Tipo: Weiss
Fabricante: Eisenbahn/Schin
Graduação Alcoólica: 4,8%
Fabricação: 2011
Preço: R$ 4,00 ( garrafa 355ml)
Copo adequado: Weinzen
Temperatura ideal: 5 a 7º

Realmente deliciosa, recomendo !
Até mais e obrigado pela visita !!


terça-feira, 29 de novembro de 2011

Cerveja Eisenbahn Oktoberfest - Brasil


     Após as comemorações do mês de outubro a Eisenbahn disponibiliza exclusivamente na internet um vídeo especial falando da Eisenbahn Oktoberfest, cerveja sazonal da marca. Apresentado por Juliano Mendes, um dos fundadores e hoje consultor da marca, o conteúdo do vídeo traz informações interessantes sobre o produto de forma clara e de fácil entendimento. Este vídeo faz parte de uma série de treze vídeos e foi gravado no Bar da Fábrica da Eisenbahn em Blumenau. 


     E esta é a bela garrafa da Eisenbahn Oktoberfest, que ainda não tive o prazer de provar, mas espero que em breve, eu possa compartilhar com vocês esta experiência
Por hoje é isso, beba com moderação e até mais !


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Cerveja Santa Fé e Bauhaus Cobre - Brasil


     Boa noite amigos, com o mercado de cervejas artesanais aquecido, os lançamentos de cervejas especiais são cada vez mais frequentes. Neste post, veremos o lançamento das cervejas Santa Fé e Bahaus Cobre que ainda não provei, mas espero provar, para poder contar-lhes se as cervas realmente são que dizem ou não!

Santa Fé e Bauhaus Cobre: por um estilo brasileiro de fazer cerveja
Cervejaria Premium apresenta receitas que adaptam tradicionais estilos ao gosto do brasileiro



     Com o crescimento do mercado nacional de cervejas especiais, ganha força a pesquisa por estilos que tenham a cara do Brasil. Dentro dessa busca, a Cervejaria Premium apresenta duas Lagers com personalidades distintas e paladar bem brasileiro: a inédita puro malte Santa Fé e a extra puro malte Bauhaus Cobre, esta, uma reedição da Bauhaus lançada em 2008. Produzidas sem adjuntos, as receitas combinam lúpulos e maltes importados e fermentos exclusivos com a água levíssima e de alta potabilidade, que abastece a fábrica na cidade mineira de Frutal. A ocasião pedia um visual novo à altura e  ambos os rótulos foram criados pelo designer americano Randy Mosher, célebre por seus livros sobre produção cervejeira e responsável pela criação da identidade visual  e de cervejas especiais em  diversas micro cervejarias daquele país, principalmente na região da cidade de Chicago, Illinois.

Elaborada com dois tipos de maltes, a Santa Fé se destaca pelo paladar suave e altamente refrescante. O segredo é a ausência de lúpulos de amargor, o que confere à bebida um final leve e com agradável sabor. Os lúpulos utilizados são aromáticos e resultam em notas herbais e florais. “Nós queríamos adaptar os estilos clássicos ao clima tropical e, por isso, criamos a Santa Fé pensando no que seria uma brazilian lager, ou seja, uma cerveja especial leve, mas com presença. A ideia é atender ao público que procura uma cerveja de qualidade e para ser consumida nas diversas ocasiões merecedora deste tipo de produto”, comenta Ricardo Castilho, gerente comercial da Cervejaria Premium. Em conversas do grupo com Randy Mosher, que ao provar uma amostra se lembrou das cervejas do início do século passado, apesar de seu amargor atenuado, nasce para a cerveja, o nome de Santa Fé, inspirada na capital do estado americano de Novo México, um dos símbolos da ocupação do Velho Oeste. O rótulo traz elementos clássicos desse período e a data de 1901, muito retratada em locomotivas e placas de filmes de faroeste.

Já na repaginação da Bauhaus, Mosher se inspirou na coloração dourada acobreada da cerveja para elaborar a nova identidade visual.  Renomeada de Bauhaus Cobre, ela é a única lager extra puro malte nacional pois, além de não levar aditivos, é elaborada com uma alta carga de diversos maltes. A receita original alemã foi adaptada pelo mestre-cervejeiro Fábio Roosen Runge Villela, que usou dois tipos de lúpulo originários  da Baviera para ajustar o amargor a um nível suave e instigante. Já o fermento da receita foi desenvolvido na Weihenstephan – o maior e mais antigo centro cervejeiro de Munique – e a maturação da bebida leva 40 dias, tempo similar usado pelas mais tradicionais cervejarias checas. O resultado é uma cerveja de paladar encorpado, levemente mais alcoólica, com aromas florais, cítricos e de caramelo. “A Bauhaus Cobre já é direcionada para quem gosta de uma cerveja um pouco mais amarga, com um corpo mais denso. Por essas características, este rótulo com um potencial gastronômico maior”, explica Cristiano Alves, gestor do grupo para cervejas especiais, que indica a harmonização com pescados e frutos do mar, além de pratos ácidos, condimentados ou picantes.


Sobre a Cervejaria Premium:
A Cervejaria Premium foi inaugurada em 2005 na cidade de Frutal, no Triângulo Mineiro, região privilegiada pela água da maior reserva natural do mundo, o Aquífero Guarani. A fábrica conta com uma estrutura de produção moderna e totalmente automatizada. Marcas como as alemãs Krones e Steinecker, a Suíça Filtrox e a brasileira Dedini garantem a tecnologia de última geração empregada nos setores de produção e envase.


Dados técnicos:
Santa Fé
Teor alcoólico: 4,7%
Cerveja de baixa fermentação, de cor amarelo-dourado, corpo e amargor médios, e levemente adocicada. Aromas maltados, herbais e florais.
Embalagens: 600ml; lata (473ml); e long neck (330ml)









Bauhaus Cobre
Teor alcoólico: 5,1%
Cerveja de baixa fermentação, de cor dourado-acobreado, espuma densa e persistente e corpo médio-alto. Aromas florais, cítricos e de caramelo.
Embalagens: 600ml; lata (473ml); e long neck (330ml)






Por hoje é isso, e até mais !!!


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Cerveja Opa Bier 500 - Brasil

      Boa noite amigos, hoje trago a este blog, uma cerveja que trouxe de uma viagem à Santa Catarina . Trata-se da Cerveja Opa Bier 500, edição especial e limitada fabricada pela cervejaria de mesmo nome, com sede em Joinville-SC. Esta é a primeira garrafa de alumínio fabricada no Brasil, seguindo tendência dos EUA, onde este tipo de garrafa atualmente é muito comum. Como ainda não abri a minha garrafa, compartilho com vocês a descrição comercial do produto e uma foto da belíssima garrafa, que com certeza vou guardar num lugar de destaque em minha coleção !



"O pioneirismo da Opa Bier fica em evidência com esse lançamento. É a primeira cerveja envasada em garrafa de alumínio em território nacional. Na versão de 500ml, preserva todo o sabor da Pilsen Puro Malte com um toque de ousadia. Seu rótulo estampa o resgate à invenção desse líquido precioso pelos Sumérios. " Site Opa Bier


"Para comemorar seus 5 anos, a cervejaria Opa Bier, de Joinville (SC), lança uma edição especial limitada em garrafa de alumínio de 500 mililitros. A embalagem amarela, com design criado pela própria Opa, traz desenhos dos sumérios, inventores da cerveja. É a primeira cerveja produzida no Brasil engarrafada nesse tipo de embalagem."
(Revista EmbalagemMarca - nº146, out/2011, pág. 63)



     Gosto muito das cervejarias de Santa Catarina, e a Opa Bier, com este lançamento com certeza vai adquirir lugar de destaque neste mercado. Vida longa a Opa Bier.


Até mais ! E beba com moderação !

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Lançamento - Barril Pet de Heineken e Amstel


     Excelente novidade. A Heineken e a Amstel acabam de lançar no mercado cervejeiro, ( só na Europa até o momento) suas novas versões, agora em uma garrafa de PET. Batizadas com o nome de Tapje, essas novas embalagens (desenvolvidas por uma empresa chamada APPE) apresentam uma torneirinha de barril e possuem uma tecnologia impressionante conhecida como barreira monocamada MonoBlox, que impede a entrada de O2 ao mesmo tempo que bloqueia a saída de CO2, preservando a integridade da cerveja por até 30 dias depois de aberta. Incrível não!?
     Mais uma excelente iniciativa de marcas cervejeiras estrangeiras, que poderia servir muito bem de exemplo às marcas nacionais. Quanto maior a variedade de apresentações de cerveja, maior o público consumidor. Tradição é válido, mas inovar também é preciso.
Barris de 4 litros da Heineken e Amstel


Por hoje é isso, e até breve !

Cerveja Hacker Pschorr - Alemanha

     Comecei o post com a imagem da garrafa, pois foi isso que me chamou atenção na hora da compra. A garrafa possui uma tampa rolha ( sistema flip top), com uma alavanca que faz pressão para baixo, deixando-a bem fechada. Temos hoje aqui a cerveja Hacker-Pschorr Anno 1417.  que segundo sua descrição comercial é uma cerveja escura, tipo Lager, de baixa fermentação, fabricado pela cervejaria de mesmo nome, desde 1417 de acordo com as leis de pureza mais antigas da Alemanha.
     Após a apreensão de descobrir como funcionava o sistema de abertura, o que se apresentou foi uma cerveja com coloração turva, e com uma espuma bem cremosa e duradoura. O sabor presente do lúpulo, mostrou que realmente se trata de uma legítima lager alemã. 
Detalhe da coloração turva
Ficha Técnica:
Nome: Cerveja Hacker-Pschorr
Tipo: Lager
País: Alemanha
Graduação Alcoólica: 5,5%
Ano de Fabricação: 2011
Preço: R$ 12,00 ( garrafa 500ml)

Por hoje é isso, e até mais !!!!




domingo, 6 de novembro de 2011

Cerveja Therezópolis Gold - Brasil

     Boa noite amigos !  Aproveitando o post anterior, do lançamento da Therezópolis Rubine, aproveitei para fazer o post sobre o kit da cerveja Therezópolis Gold que adquiri a algumas semanas.
     Na caixa, fiquei conhecendo um pouco sobre a história da Cervejaria Sankt Gallen, de Teresópolis-RJ. Segue trecho desta interessante história:
" Em 1912, o visionário Alfredo Claussen, descendente de imigrantes dinamarqueses que povoavam Teresópolis durante o século XIX, foi pioneiro ao fundar a primeira cervejaria na cidade serrana. Mestre Claussen lançou a receita de seus ancestrais como grande diferencial de sua cerveja: combinou o melhor malte importado e os três tipos de lúpulos aromáticos com a cristalina água mineral das montanhas de Teresópolis, surgindo assim a Cerveja Therezópolis.

     Confesso que esse histórico me deixou com uma grande expectativa em relação a esta cerveja, apesar de até este momento não conhecer muito sobre esta cervejaria.  Pensei que por ser do tipo puro malte, seria uma bebida forte e amarga, mas para minha surpresa não foi isso que aconteceu.
Uma coloração dourada, com uma espuma cremosa e de média duração se apresentou, mostrando uma bela carta de boas-vindas.  E no quesito sabor, não deixou a desejar, um sabor marcante e presente, com um baixo amargor e grande refrescância. Eu devo dizer, que aprovei, pois esse é o tipo de cerveja que gosto: nem aguada e nem forte demais. No ponto !






Não se esqueça de seguir as instruções, pois eu me esqueci!

  • Servir entre 4 e 5º;
  • Despejar numa taça inclinada a 45º;
  • Deixar dois dedos de espuma;
  • E aproveite, pois vale a pena !!!!





Por hoje é isso, e até mais !!!







quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Cerveja Therezópolis Rubine - Brasil

     Boa noite, caros amigos ! Hoje trago a este blog um lançamento no mercado cervejeiro, que ainda não provei, mas espero que a Cervejaria Sankt Gallen me mande um exemplar para que eu possa contar para vocês se realmente a descrição abaixo confere !

A Cervejaria St. Gallen acaba de lançar um novo rótulo: a Therezópolis Rubine.

THEREZÓPOLIS RUBINE: é uma autêntica Bock de cor vermelho intenso, composta por maltes tostados do tipo Munich e malte Vienna, equilibrados pelo leve amargor do lúpulo e pela leveza da água mineral das montanhas. De maturação prolongada e corpo denso, seu aroma traz notas de café e toffé.
THEREZOPOLIS RUBINE tem teor alcoólico de 6,5% vol, e apesar de ser conhecida como cerveja sazonal de inverno, estará presente o ano inteiro na carta da Cervejaria Sankt Gallen e poderá ser apreciada sem preconceito. Aprecie a 5º graus.
O nome Bock na verdade vem de  EinBeck, cidade natal deste tipo de cerveja. Em alemão também significa cabrito (relação com o cabrito montanhês).
A THEREZÓPOLIS RUBINE harmoniza muito bem com carnes de caça (javali), paleta de carneiro, batatas gratinadas, salada de beterrabas, creme de shitake ou de lentilha, feijoada, goulash, foie gras, ossobuco, pato assado, pimentão recheado, rabada e nozes. A Rubine harmoniza muito bem inclusive com algumas sobremesas. Com creme brulée fica perfeito.

Esta cor avermelhada é simplesmente demais ! Belíssima !

Por hoje é isso, até mais !


terça-feira, 18 de outubro de 2011

Cerveja Greene King IPA - Inglaterra

     Boa noite, amigos. Hoje trago a vocês minhas impressões a respeito da cerveja inglesa Greene King IPA, que adquiri recentemente na Beer Store do Hooligans em Cascavel-PR.
Primeiramente vamos a descrição comercial desta bela cerveja: IPA significa Índian Pale Ale, um tipo de cerveja particularmente fermentada para exportar para os ex-patriados na época da Raj (lidero das Hindus) da Índia. O Lúpulo tem um efeito preservativo, uma quantidade incomum de lúpulos foi usado no processo de fermentação para conservar a cerveja durante a longa viagem. Greene King IPA é fermentada em Bury St. Edmunds por mais de 100 anos e até hoje tem o sabor e aroma distinto, fresco e lupuloso. Greene King IPA é a numero um em cervejas amargas no sul da Inglaterra e a terceira mais vendida no Reino Unido!
     Vamos às impressões: depois de algum tempo na geladeira, para atingir uma temperatura ideal ( entre 5 e 7º), servi em meu novo copo, que adquiri no mesmo local ( este não é o copo correto para este tipo de cerveja, ver Tipos de copo de cerveja , mas para as fotos ficarem melhores utilizei este).  A coloração dourado-escuro e a espuma cremosa indicam que se trata de uma cerveja diferenciada.  Não percebi um aroma forte, mas confesso que me surpreendi com o sabor, pois ao contrário do que esperava, provei uma cerveja encorpada, com sabor marcante, mas com um amargor presente, porém não muito forte. Uma cerveja refrescante e agradável. Para se beber em momentos especiais. ( principalmente pelo preço: R$ 20,00).
Em resumo é isso: uma bela cerveja, que tem um excelente custo-benefício e merece elogios.


Bela espuma cremosa

Por hoje é isso, e até mais !!!!


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Um pouco da coleção

     Segue abaixo foto de parte da minha coleção de latas, que hoje conta com 1102 latas.  Iniciada em 01/01/1995, hoje focada em latas de cerveja, dos mais diversos tamanhos e de diferentes nações.

Se conseguir identificar nesta foto, alguma lata que deseja que eu comente neste blog, convido a você leitor que escreva por comentário e prontamente prometo fazer um post sobre a mesma.


Obrigado, e até mais !!!!! 

sábado, 8 de outubro de 2011

Cerveja Hoegaarden - Bélgica

     Bom dia amigos. Ontem durante o sonolento jogo da Seleção Brasileira, devido ao grande calor, resolvi provar uma das minhas últimas aquisições, a cerveja belga Hoegaarden.
     Primeiramente, vamos a descrição comercial: Produzida na pequena vila de Hoegaarden, no norte da Bélgica, esta é uma autêntica cerveja de trigo belga, também conhecida como White Beer. A Hoegaarden possui um processo de fabricação único e complexo e, por isso, é virtualmente diferente de qualquer outra cerveja no mundo. A primeira etapa é um processo de alta fermentação. Depois, a cerveja é engarrafada sem pasteurização e permanece em repouso por mais três semanas para que aconteça a re-fermentação dentro da garrafa. A aparência final é de uma cor amarelo ouro e opaco típico das cervejas de trigo belgas.

     Agora, vou dar as minhas impressões sobre esta cerveja. Paguei pela garrafa de 330ml, cerca de R$ 7,00 em um supermercado de Cascavel-PR, e estava bem empolgado com esta cerveja de trigo, com graduação alcoólica de 4,9%, importada pela Ambev. Deixei-a gelar, até a temperatura ideal e servi em uma taça, após isso fiquei observando sua cor turva e sua espuma, que desapareceu rapidamente. A grande quantidade de bolhas, mostrava que era uma cerva bastante carbonada (muito gás), então peguei a taça e senti o aroma desta bebida. Meus amigos, confesso que o cheiro quase me fez vomitar, mesmo sabendo que a cerveja de trigo tem um aroma, digamos assim "azedo",  na Hoegaarden isso é muito acentuado e quase me fez não bebê-la. Mas não desisti, e após a parte ruim, tive uma grata surpresa, pois a cerveja tem sabor marcante, e baixo amargor, com costo do trigo predominante e agradável até o fim da pequena garrafa. Em resumo, se você conseguir bebê-la, sem sentir seu aroma, a experiência será incrivelmente positiva, mas se seu olfato for sensível, duvido que não vai passar mal. Eu gostei, mas acho que não compraria outra dessas tão cedo!

Hoegaarden - 330ml


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Dicas para melhor apreciar sua cerveja


     Boa noite, amigos. Ultimamente estou estudando, e me aperfeiçoando no que diz respeito a apreciação de cerveja. A utilização de copos especiais para cada tipo de cerveja, a forma de servir e a temperatura ideal para cada rótulo, faz com que a experiência de experimentar uma cerveja nova, seja única e especial. É isso que venho fazendo a um certo tempo, aprendendo a beber cervejas, descobrindo novos sabores e aromas, entrando em um universo antes desconhecido por mim, mas que a cada dia me fascina mais. Segue abaixo algumas dicas interessantes, que retirei na íntegra do site Etílicos !


Por hoje é isso, e até mais !


terça-feira, 27 de setembro de 2011

Cerveja Eisenbahn - Brasil #Provetuite


Na semana de abertura da 28º edição da Oktoberfest em Blumenau, a Cervejaria Eisenbahn promoverá uma edição especial do #Provetuite, transmitido diretamente do Bar da Fábrica. 

No #Provetuite Especial Oktoberfest, Juliano Mendes, um dos fundadores e agora consultor da marca, estará acompanhado do Sr. Gerhard Beutling, mestre-cervejeiro da Eisenbahn. Eles darão dicas de harmonização entre a Eisenbahn Weizenbier e salsichão, prato servido no bar, e também com o queijo francês Chèvre, feito de leite de cabra. A Weizenbier é uma cerveja de trigo bastante consumida na região de Munique, cidade que originou a Oktoberfest. 

O #Provetuite será transmitido ao vivo, no dia 03 de outubro, às 20h. As informações sobre como acompanhar o evento serão divulgadas através do Twitter – www.twitter.com/_eisenbahn_ -e página do Facebook – facebook.com/cervejaeisenbahn A WE3 ONLINE de Blumenau e a Live Content de São Paulo-SP, em conjunto com a equipe de Marketing da Cervejaria Eisenbahn serão os responsáveis pela produção e transmissão do evento. 

Sobre o #Provetuite 

O #Provetuite é um projeto da Cervejaria Eisenbahn e é transmitido ao vivo pela internet. Em cada edição, Juliano sugere pratos que harmonizam com a cerveja escolhida para aquele evento. No #Provetuíte, os seguidores acessam o link de streaming live e podem sugerir, questionar ou simplesmente acompanhar todas as informações passadas pelo apresentador. Nas edições anteriores, as cervejas apresentadas foram: Eisenbahn Weizenbock, Eisenbahn Strong Golden Ale, Eisenbahn Dunkel, Eisenbahn 5 e Eisenbahn Kölsch. 

SERVIÇO:

Provetuite Especial no Bar da Fábrica
Quando: 03 de outubro de 2011, 20h.
Transmissão: facebook.com/cervejaeisenbahn
Hashtag oficial do evento: #Provetuite

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...